Status da Cidade

Normalidade

Bacabal

sexta-feira
34°C
25°C

Brasília: vereadores de Bacabal participam da XXII Marcha dos Legislativos Municipais

Os vereadores da Câmara Municipal de Bacabal estão participando da XXII Marcha dos Legislativos Municipais em Brasília, que começou na terça-feira, 25 de abril, e encerra amanhã, sexta, (28).

A marcha, promovida pela União dos Vereadores do Brasil (UVB), visa discutir e buscar soluções para os principais desafios enfrentados pelas câmaras municipais de todo o país, além de debater temas relevantes para a gestão pública local.

A comitiva, liderada pelo presidente Melquiades Neto (MDB), conta com a presença dos seguintes parlamentares de Bacabal: Alberto Sobrinho (PSC); Manuel da Concórdia (PDT); Valdivan da Bela Vista (PDT); Alex Abreu (Republicanos); Venâncio do Peixe (PDT); Feitosa (Solidariedade); Mauricio Silva (PROS); Regilda Santos (PL) e Reginaldo do Posto (PDT).

Sediada no Opera Hall, o encontro conta com a participação de 4.500 vereadores e vereadoras de todos os estados da Federação Brasileira. Comandada pelo Presidente da UVB, Gilson Conzatti, a marcha já é considerada uma das maiores realizadas.  

Os vereadores de Bacabal já participaram de palestras, mesas redondas, workshops e debates sobre diversos temas como: saúde, educação, segurança pública, meio ambiente, desenvolvimento econômico e social, entre outros. Além disso, os Edis aproveitam a oportunidade para apresentar demandas do Município na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

“Estamos aqui representando o Poder Legislativo de Bacabal. Para todos nós essa é uma oportunidade única de aprendermos mais e compartilharmos experiências com os colegas de todas as regiões do Brasil. Fazemos também um esforço batendo nas portas dos gabinetes dos deputados federais, senadores, visando o apoio para algumas pautas importantes da nossa cidade. Quero parabenizar cada um dos colegas vereadores que aqui estão e vamos juntos tentar fazer um mandato parlamentar cada vez melhor e eficiente para nossa população”, disse o presidente Melquiades.

 

+ Conteúdos